quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Gerundiando.

Apaixono-me por pessoas e motivos diversos quase todos os dias. É que sempre há algo diferente que me encanta mais e se achar justo, me convenço de que amo; e amo no fim.

Se escuto The Strokes ou Bad Religion, estou amando do mesmo jeito. Assistindo novela ou filme água com açúcar, comendo frio, morno ou quente, sou o mesmo romântico. Um gerúndio, um contínuo, um amante do nonsense. 

E quer saber? Sendo incompleto, sou repleto de felicidade. Consigo ser um em um milhão e ter um milhão em um. Jamais cansarei de não manter um padrão para mim.

Nem X, nem Y; equação em curso. É assim que acho divertido.

Nenhum comentário: