sábado, 21 de maio de 2011

when the sun goes down.

Agora os fins de semana são longos demais para mim. Mal cabe no meu destino passar tanto tempo em uma espera. Não gosto dessa sensação de vazio, de ausência de luz dentro de mim.

Quando as horas passam e eu não saio do lugar, quando não tiro o pé do chão um minuto se quer, me pego pensando no que resume-se minha vida. As pequenas coisas em que me ocupo não são o suficiente para preencher a alma. Fico sem saber para onde ir, apática ao ponto de esquecer meu próprio corpo em alguns lugares.

Mal completo frases, nem sei como explicar como vim parar aqui nesse pedaço de terra, do lado de cá do mar. Quem dirá como explicar a magnanimidade de outras criaturas mais complexas que eu mesma que se colocam na minha frente e me olham nos olhos, me encaram, me intimidam de propósito só parar sentir o sabor da minha insegurança.

Para que tanta insistência nos meus olhos? Um feitiço, talvez? Depois de você, perco os sentidos. Depois de você, os dias não passam. Depois de você, o vazio ganha forma. Depois de você o mundo fica numa pausa. Depois de você, eu não sei por onde recomeçar.

Já não fazia sentido algum resistir à própria existência. Depois de você.. mal espero pela segunda-feira.

2 comentários:

Caio disse...

Cara eu viajei nesse texto, diversas situações passadas e criadas passaram por minha cabeça.
O que te acometeu? Deu uma parada nos textos.
Muito bom teus textos, parabéns!

Waltin Sousa disse...

passei!
olhei, gostei, fiquei,
e parpitar-me-ei tbm! posso?

este mesmo vasio q nus trava, é o mesmo q nos motiva a proceguir!

não queremos as coisas triviais.
pq não queremos levar a vida em apenas sensações, alegres...

pois não queremos viver d sensação em sensação... pq assim seriamos inludido por nossa própria ilusão.

mas queremos algo q não nos possa preencher o tempo, mas sobretudo!
desejamos o verdadeiro centido d viver!

não queremo a tal mascara do marqueting pessoal; + desejamos tudo q é genuinamente genuino!

nós queremos viver no verdadeiro centido da vida!

sem olhar os bens materiais!

pq hj no mundo, vc não é reconhecido pelo q vc é!
+ sim pelo q vc tem!

se vc é bem sucedido! vc é bem aceito na sociedade, vc é dito um cidadão d respeito. vc é respeitado! vc é feliz, etc e tal!

afffff maria, mamãe d Deus!!
perdoe-me pelo blá blá blá!!
+ gostei d t ler!
bjos