terça-feira, 6 de julho de 2010

Boca.



Tua língua é hábil e sagaz dentro da minha boca.
Ela vem haurir minha lástima, transformando em alegria.
Me refaço entre os movimentos claros, disfarço o pudor ao provar da tua fonte.
É de praxe: sua língua possui a minha e a mim num longo encantamento.
Sua língua brinca com a minha num prazer infinito.
Sua língua envolve meu coração, tomando lugar do pericárdio.
Normalmente eu me rendo à sua boca.
Ah... sua língua.
Há sua língua.
A sua língua.

Um comentário:

Brucelee'LUCASPIRES. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.