domingo, 20 de junho de 2010

Desabafo. (?)

"E hoje o sol nasceu declarando o fim dessas lágrimas"



Eu me sentia toda vida, toda energizada , na iminência de explodir. Talvez, seja a melhor experiência que alguém poderia me proporcionar. Acho que alguma divindade estava movendo as mãos, pois pela primeira vez me senti verdadeiramente amada e alguém tão humano é incapaz de amar de tal maneira.Era como se fosse outra Madalena, mas dessa vez completa enfim.

Foi um momento eternizado na minha carne, no meu templo. Eu queria dar continuidade a nossa ligação. Eu sonhava em te ter por inteiro por todos os dias da minha vida como nos filmes românticos. Eu simulava nossas conversas só para ter a certeza de que tudo iria acontecer com perfeição. Eu amava teus olhos nos meus dizendo o quanto a vida era cruel, mas que no fim a gente iria fica bem. Até acreditei em algumas palavras suas mesmo contra minha vontade.

Foi no meu vazio que você tocou e manchou. Eu realmente não gosto de admitir isso. É demais para mim! Você me usou como se fosse um peça de roupa velha e surrada. Eu não devia ser a maçã envenenada da história. Eu não podia ser a Amélia. Agora só lembro dos beijos, blues e poesia e do nosso fim tão óbvio. Será que eu precisava viver tudo isso para cair em mim? Você não me quer bem. Eu não te quero tão bem também. Eu não posso gostar de você. Você não gosta de mim. E PONTO.

*Dedico ao meu menino dos olhos.
Obrigada por tudo o que você foi,
mas hoje, eu simplesmente sou.

3 comentários:

Brenda disse...

e esse fim é definitivo espero eu, não é?
vc é simplismente demais pra ele
merece alguém melhor
e vc vai aprender a gostar dessa pessoa

Anônimo disse...

vc esta apaixonada mesmo, heim !?!

giu batista disse...

definitivo, sem sombra de dúvidas.
se for.. já era! (:

e para o anônimo: ''estar'' é só um momento. Isso passa. (independente de ser paixão ou ódio)