domingo, 9 de maio de 2010

Forfun no CE e a marcha da maconha




Forfun é uma banda do Rio de Janeiro, formada em 2001 por Danilo Cutrim (guitarra e voz), Rodrigo Costa (baixo e voz), Vitor Isensee (guitarra e sintetizadores) e Nicolas Christ (bateria). No início, suas influências eram bandas de punk rock da Califórnia e reggae, como Blink 182 e Bob Marley. Atualmente a banda aprecia diversos gêneros musicais, mostrando no seu último CD "Polisenso" influências de diversos estilos como o Hard rock, Reggae, Dub e Música latino-americana.

Em 2003, gravaram um álbum com 12 faixas e começaram a produzir “Das Pistas de Skate às Pistas de Dança”, no estúdio Hanói, em Botafogo. Já com o CD lançado, continuaram com shows para divulgar o álbum. Começaram a produzir os primeiros vídeos da banda usando as cenas gravadas nos shows e nas viagens. Estava formada a “Na de Um Produções”. E no final daquele ano tiveram uma grande conquista: tocar fora do estado pela primeira vez, no Festival Extreme Nuts, em Curitiba - Paraná, com Food 4 Life, A-OK, Aditive, e Bad Car Crash, entre outras.

Em 2005 gravam "Teoria Dinâmica Gastativa", com produção de Liminha, em um excelente estúdio.O álbum foi lançado no final do ano, no Canecão, no Rio. Fizeram shows pra divulgação do novo álbum em todo o país Com o sucesso de "Teoria Dinâmica Gastativa" ficaram conhecidos por todo o Brasil. Logo foram convidados para participar do MTV ao Vivo: 5 Bandas de Rock, junto com outras bandas de rock formadas recentemente, como Fresno, Hateen, NX Zero e Moptop.

No início do ano de 2009 a banda lança "Polisenso", o terceiro disco de estúdio, gravado entre os estúdio AR, Atemporal e no estúdio próprio da banda, a Casinha. O disco vem trazendo uma sonoridade bastante diferenciada dos outros álbuns, tendo agregado ao som muito elementos eletrônicos, e elementos dos mais diversos ritmos, como o reggae, o dub, o funk e ritmos latinos. O álbum, de início, foi disponibilizado inteiro para download no site da banda, alcançando em 5 meses a marca de 400 mil álbuns baixados, e hoje já se encontra também em seu formato físico nas lojas. O disco também traz uma mudança estrutural na banda. Devido à incursão pelo mundo dos timbres eletrônicos, o guitarrista Vitor Isensee trocou de vez a guitarra pelos sintetizadores e programações, tocando-a agora apenas nas canções antigas. O disco alcançou a glória na mídia televisiva ainda em outubro de 2009, quando a banda foi escolhida como 'A Melhor Banda De Rock' no Video Music Brasil (VMB), premiação da MTV. (prêmio esse que eu votei feito uma condenada para ajudar a banda, pois era algo merecido. Na concepção de grande parte do público, o Polisenso é o albúm mais maduro e politicamente correto. Com letras inteligentes, trabalhadas e mensagens positivas sobre a existência humana, Forfun tornou-se uma grande influência para os adolescentes no Brasil.

Durante o show do Forfun, no dia 07/05 em Fortaleza (CE), Danilo Cutrim tomou uma postura, que particularmente eu não esperava: fez apologia a maconha e seus BENEFÍCIOS. Com a casa cheia ele iniciou o maior discurso sobre a marcha da maconha na capital e sua legalização.

'' você pode fumar ou não maconha, mas todos nós temos que ter liberdade e ela deve ser legalizada! e a maconha só traz coisas boas, temos que lutar para isso!''

Além da banda principal, as bandas que abriram também apoiaram a idéia e pediram a presença de todos na marcha. A censura do show era de 12 anos de idade; logo havia maior gurizada ouvindo aquele discurso furado e o pior, idolatrando Danilo Cutrim ao falar tamanha barbaridade. Se a banda faz uso de drogas ilícitas, tudo bem, mas alienar a mente de inúmeros jovens a isso, é ridículo! Como pessoas publicas que são, a banda Forfun foi no mínimo inconsequente. VOCÊ pode achar exagero, mas quando uma idéia é difundida por um ídolo/pessoa publica a probabilidade de alcançar a grande massa é maior. A propaganda gratuita de Danilo Cutrim foi de baixo nível; e seus comentários sobre o benefício do uso não foram agradáveis.

Me pergunto eu: como uma banda que prega a positividade, saúde, consciência cidadã, vida, paz, sabedoria e etc pode abrir a boca para cuspir uma blasfemia de tal gênero? Então quer dizer que o conteúdo das músicas é uma farsa? O meio independente está super saturado de bandas do ''rock preto do cão'' e eles resolveram trazer algo diferente, só pra fingir que são de outra vibe.. é isso? Como podem pregar a sabedoria e respeito a vida se fazem apologia a uma droga auto destrutiva?

Vitor Isensee

''Não acho correta e não estou satisfeito com a maneira como a nossa sociedade se relaciona com o planeta, os bens naturais a ele pertencentes, e os outros seres ao nosso redor. Sobretudo, não consigo fechar os olhos e permanecer alheio à maneira como nos relacionamos entre nós mesmos neste início de século. Acredito sim, no amor prevalecendo sobre o individualismo, o dinheiro e o poder. Acredito que a música e todas as formas de arte podem expandir a nossa consciência para que, juntos, possamos buscar a felicidade, a plenitude e a evolução espiritual.''

Nícolas Christ
"Ao longo do caminho que começa no que se sente, passa pela curva da reflexão do que se sente e desemboca no que se escreve sobre aquilo que se refletiu a respeito do que se sente, a sensação que fica é a da certeza da cruel distancia entre o magnífico colorido do "viver" e o simples azul esferográfico que tenta traduzí-lo em palavras. Acreditando na alta probabilidade de que com quase todo mundo também seja assim, me encorajo a, em pouquíssimas palavras, tentar traduzir o que se pensa e se sente nessa caixola. Desde pequeno tenho a necessidade de tentar entender ou ao menos acreditar em alguma teoria que me diga o que somos, de onde viemos, pra onde vamos e, finalmente, ondeé que isso tudo vai chegar."

Rodrigo Costa
''Acredito no Bem superior e no amor, no respeito à toda forma de vida, e no crescimento do ser humano, que deve conhecer antes de tudo a si mesmo, pra depois descobrir a melhor forma de se viver em sociedade, respeitando as diferenças e convivendo em harmonia. Gostaria de passar a minha vida assim, sempre do lado dos meus melhores amigos, na música, na amizade, sintonizando o que é bom e transmitindo pra quem também tiver nessa.''

Danilo Cutrim
"Acho que comecei a gostar de música lá pra uns 8, 9 anos, tocando junto com o meu irmão, num violão velho da minha mãe. É a arte que mais me emociona, e a melhor maneira de me expressar junto com os meus parceiros. Outro motivo que sempre me levou a querer viver dela é a ausência de competição e concorrência, embora para muitos não seja assim. Pra mim, é praticamente impossível dizer se uma música é melhor que outra, e por mais simples ou complexas que sejam, acabam sendo apenas diferentes. É um pensamento que tento levar para a minha vida em relação às pessoas, prezando acima de tudo a igualdade entre elas. No final, acho que a competição é comigo mesmo, sempre no desafio de fazer, junto com a minha banda, uma música mais sincera e original que a anterior!"

Mas será que a consciência é real?

28 comentários:

Paulo Augusto disse...

massa , gosto mt do forfun ;; , put´s perdi o show deles , más dexa pra prox. ; gostei do post ! ;] '

lia disse...

concordo plenamente!

Pi disse...

liberdade à maconha? por isso q nossos pais tem preconceito a nossa opção de música...

Já bastou o Cobain fazendo apologia asa drogas, e agora vem um zé mané querendo chamar atenção ...

manda esse cantor aew enfiar um abacaxi no cú e finjir que é um oavão que ele ganha mais!

B. Rafaela disse...

se a maconha for legalizada vai ser o fim do mundo!!! mo viagem!

jefferson disse...

Um tremendo bobão , que não se contenta em acabar só com sua vida e quer acabar com a vida de outros jovens , como foi dito lá no post, como pode uma banda q prega a positividade, saúde, consciência cidadã, vida, paz, sabedoria e etc pode abrir a boca para cuspir uma blasfemia de tal gênero ? Absurdo !! Fez merda esse Danilo , se ele quer acabar com a vida dele , blz a vida é dele , mas nada a ver ele querer influenciar outros jovens aos mesmos atos dele !! Bobão , vacilou feio ele !

Patricia disse...

PARABÉNS Giu!
Gostei de vc ter colocado o que cada um falou a principio mostrando à contradição a atitude no show.
"Mas será que a consciência é real?"

Bjoooooo

Claro e Obscuro disse...

claaro que sou a favor da legalização...
post ótimo giu

Brenda Fontes disse...

eu acho que se o brasil quer ser um país desenvolvido tem que legalizar. Sabia que na holanda tem bares próprios pra isso? as pessoas só podem fumar lá dentro; se fumar no meio da rua a polícia prende. Entende meu ponto de vista?

e outra coisa, eu acho que se fosse liberado teriam menos problemas com que se preocupar pq as autoridades públicas não se ocupariam com as pessoas usuárias e o tráfico.

giu batista disse...

eu acho que o comportamento de um holandes é bem diferente do comportamento de um brasileiro diante de um vício. É uma outra cultura com outros valores... acho que se a maconha for legalizada, o Brasil terá uma geração de retardados mentais que só vão pensar em se drogar 24h e assim, será um processo retrógrado na história do país além de ser o fim da sanidade juvenil! na boa; sou totalmente contra.

Davi Rocha :D disse...

Fui no show e tb vi o Danilo falando da marcha da maconha, tb nao concordo cm a legalização e achei um pouco de exagero da parte deles, mas mesmo com a censura de 12 anos, nao vi "gurizada" alguma. Acho que o povo que foi ao show, nao tem uma mente tão fraca de querer fumar só pq ele falou.
Se fosse legalizado aqui, nao ia piorar muito as coisas, pq quem quer fumar, acha um ponto de venda.
Só que o Brasil nao tem estrutura suficiente para legalizar, nao fazem campanhas contra e tb nao abrem casas de reabilitação para as pessoas que (com a maconha legalizada ou nao) sofrem com o vicio.
E mesmo com o que o Danilo falou, continuo achando as letras verdadeiras (com influencia da maconha ou não tb).

Davi Rocha :D disse...

só pra completar o comentário, nao sou fumante e nunca pretendo ser.

giu batista disse...

concordo ctg Davi! *--* poxa, nem te vi por lá O.o' na verdade vi poucas pessoas conhecidas por lá O.o'

enfim, tirou as palavras da minha boca sobre a legalização no Brasil...

e sobre a banda... eu também continuo a gostar das músicas, mas eles caíram no meu conceito sim.

Anônimo disse...

Usar maconha ou não é uma atitude que está diretamente ligada com a cultura da pessoa. Ninguém pode dizer se fumar maconha está errado ou não, mas pode dizer se fumar maconha está ou não de acordo com a sociedade em que vivemos.
Sinceramente, acho que o uso de qualquer droga que cause ausência ou alienação do chamado "juízo perfeito" é incompatível com nossa sociedade atual.
E acho ainda que legalizar não faria muita diferença no país que vivemos pois ainda que se tenha liberdade para fumar existe o preconceito de muitos, imagine, por exemplo, que numa entrevista de emprego você diga que fuma maconha, será que conseguirá emprego assim?

Ass: lili-th

L30 disse...

Não concordo com as ideias deles nao... Nosso país não precisa de uma liberdade para se prender ou um alivio para problemas que a maconha tras mas uma solucao concreta. Precisamos de jovens concientes de sua liberdade nas escolas, ou em centros culturais para terem sua propria identidade, ou seja , sua base forte.

mônica oliveira #) disse...

Não concordo ... isto so estaria acabando mais ainda com a nossa geração que já é tão criticada e vista de um modo tao sujo. Gosto muito da banda, mas essa atitude deles mexeu com muita gente que nao é a favor.

Davi Rocha :D disse...

eles só nao cairam no meu conceito pq eu ja sabia que eles são a favor da legalização. :D
tb nem te vi la, o Leo que disse que tu tinha ido e me mostrou o blog, falando nisso, belo blog. (:

giu batista disse...

aah, é mesmo! tu conhece o Leo Brasil, né? uhm... por isso que eu até fiquei surpresa com teu cometário ''repentino'' rsrs.

poxa, obrigada, amor *-----*
valeu mesmo, a força! :D

p.s: forfun é forfun.. é eterno! vai ser uma puta banda sempre, mas alguns comentários podem ser dispensados, né? :*

beijos!

Anônimo disse...

Eu sou fã de ForFun, e não sou a favor da legalização da maconha. Mas eu acho que o fato de eles usarem drogas não faz deferença na música, eu acho as letras sinceras. E hoje em dia praticamente todos os caras de bandas, idependente do estilo, fumam, ou pelo menos já fumarm maconha durante shows, isso todo mundo sabe, mas nao eh qualquer um que fala sobre isso diante do um publico. Eu acho melhor usar maconha, e cantar musicas que só falam de coisas boas, positividade, do que se fazer de certinho e acabar com a musica brasileira, como essas bandas atuais estúpidas fazem, bandas sem nenhuma ideologia.

giu batista disse...

é, pensando por esse lado ideológico e tal faz sentido também! eu continuo gostando de forfun sim, mas sei lá.. o cara a abrir a boca pra falar que MACONHA É BENÉFICA À SAÚDE! é demais, vah. Nada contra quem faz o uso, nada contra a postura das bandas no palco fumando ou não... mas a maconha trazer benefícios... tisc tisc tisc!

lucas disse...

olha a otra disse que se liberar, o mundo acaba. caraca, que pensamento. eu fui pro show ouvi na hora que ele disse isso, mas ele nao incentivou ngm a fumar não. ele disse que a maconha acalmava ele e tal, e antes disso ele LEU um papel que deram pra ele sobre a marcha, ai ele falou isso aí. e la não tinha nehum pivete de 12 anos nem 13 não. e msm que tivesse nun tem nehum abestado nao e sabe mt bem que toda festa que ele vá vai ter algum tipo de droga no meio, e maconha é o minimo comparado a porra de doce(lsd),a bala (extase), a coca e a pedra. e esse negocio de que Ah por isosq ue nossos pais nao apoiam nossas bandas e nem gostam porque usam isso, é idiotice pq seu pai concerteza gostou ou gosta de mts bandas do tempo dele e tenho ctz de que os artistas ja fumaram durante o show ou fumam. resta a vcs botarem isso na cabeça deles, de que voce é responsavel o bastante para não usar drogas! pq tem coisa mt pior que mata milhões por ano e muito mais que isso que é a cerveja e o cigarro que é lagilzado. nao sou a favor da legalização pois vai seria um caos. mas sim a discriminação e contra essas opiniões idiotas de alguns aí! e Forfun arrebenta caralho, tanto no pensamento quanto na musica \,,/_

Danilo disse...

Colé Giu...aqui é o Danilo tudo bem?Achei muito legal o seu post,mas não concordei muito,ou pelo menos lá no dia não me fiz ser perfeitamente entendido!Hoje de manhã elocubrei aqui um texto que provavelmente retrata melhor a minha opinião sobre a legalização da maconha!Se puder da uma lida e me responde o que achou ok?
http://www.fotolog.net/forfun
Ah...e parabéns pelo blog!muito legal!!!!
Beijo grande!!!

Iago disse...

Que preconceito hein amiga! Tsc tsc tsc... decepcionante seu ponto de vista. Precisa ter um maior conhecimento sobre o assunto, criticar sem estudar é ser ignorante.

antunes disse...

BANDO DE MARGINAL, ENQUANTO VCS QUEREM FUMAR UNZINHO PRA RELAXAR, TÊM CRIANÇAS E PESSOAS MORRENDO POR ISSO, HIPÓCRITAS.
PRIMEIRO, RESPEITEM A LIBERDADE DO SER HUMANO DE PRESERVAR SUA VIDA, E NÃO A DA VONTADE DE UMA MINORIA NOJENTA QUE GOSTA DESSA PORCARIA DE DROGA

Anônimo disse...

Planta é parte da Natureza meus amigos.

Droga é invenção da cabeça do homem.

Não concordo em ele ter dito isso num show com crianças etc e tal, mas não discordo do que ele disse.

Diga não a Coca Cola, ao biscoito recheado, ao álcool e etc. Afirmo com certeza que essas substâncias matam mais que a cannabis. (se é que cannabis mata)

Anônimo disse...

Em tempo:

Acho muito mais ridiculo e negativo essa foto dele fumando cigarro do que seu discurso sobre a marcha.

E o pior, o nome do cigarro é "Free". (?!?!?!)

Muita hipocrisia.

ND disse...

Sou a favor da descriminalização da planta, a legalização talvez, e acho que a visão que vcs tem sobre a maconha é baseada na televisão e essas midias corporativas que induzem a pessoa a julgar a maconha e endeusar o alcool. Vc disse que uma pessoa publica e um idolo como ele eh responsavel por colocar essas ideias na cabeça das pessoas, isso eh verdade. Mas vc naum associou com o que a rede globo fala sobre a maconha. Pq, aposto que o que vc pensa da maconha não vem de uma profunda pesquisa sobre o caso e sim uma informação cuspida que vem da cultura da guerra as drogas, que eh uma merda que soh serve pra matar pessoas e colocar inocentes na cadeia. Pesquise sobre o assunto, e não deixe que a sua cultura abafe a realidade, como diz a musica. Alguns pontos: Maconha nunca foi responsavel diretamente por nenhuma morte, apenas as mortes ligadas ao trafico, que eh grande devido a ilegalidade da droga, faz menos mal que o alcool e o cigarro, era e pode ainda ser usada como remedio e algumas drogas que são usadas como remedio fazem mais mal que a cannabis. Ou seja procure se informar antes de postar alguma coisa ignorante aki.

luan fernando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
luan fernando disse...

Segundo Globo.com:
Criança que faz tratamento a base de maconha tem melhora, diz família
Menina nasceu com síndrome que provoca ataques epiléticos. Uma das maiores conquistas de Giovana foi ser dama de honra.
08/11/2014 20h06 - Atualizado em 08/11/2014 20h44
Do G1 ES, com informações da TV Gazeta.
Segue link: http://g1.globo.com/espirito-santo/noticia/2014/11/crianca-que-faz-tratamento-base-de-maconha-tem-melhora-diz-familia.html

Afinal quem somos nós para julgarmos o que faz bem ou mal, certo ou errado, melhor ou pior, etc... Sou fã da banda acho as letras muito sinceras, não uso nenhum tipo de droga e nunca fui influenciado a fazer tal tipo de coisa, afinal ninguém obriga ninguém a nada.