quarta-feira, 3 de março de 2010

Impostos


Imposto é uma quantia paga obrigatoriamente por pessoas ou organizações para um governo. A carga tributária brasileira é uma das mais elevadas no cenário mundial. Atualmente, corresponde cerca de 37% do Produto Interno Bruto (PIB). O valor é arrecadado pelo Estado no intuito de custear gastos públicos como por exemplo a saúde, educação, cultura, conservação dos patrimônios históricos, segurança, salários de servidores públicos e transporte coletivo. O problema maior se revela a partir um questionamento simples: como se investe o dinheiro?

O que realmente vemos é um total abandono do governo e para isso não é necessário assistir noticiários; basta olhar ao seu redor. Podemos citar a cidade de Fortaleza-CE que sofre problemas com saneamento básico em pleno século XXI! A fiscalização tributária por parte da população deveria ser mais ampla, pois assim haveria uma facilidade maior em julgar a competência do governo. Afinal, somos nós quem indicamos determinado grupo de pessoas para cuidar dos nossos interesses, logo, nada mais justo que observarmos esse processo que requer respeito extremo com a população.

Outro dever do governo seria a segurança, porém em Fortaleza esse ponto é descartado. Chega a ser vergonhoso a cobrança de tantos impostos se o principal é esquecido. A paz em andar nas ruas já não faz parte do cotidiano do cearense. Nem mesmo o projeto “Ronda do Quarteirão’’ é respeitado pelos marginais. Se formos falar da educação pública encontramos diversas falhas, desde a estrutura física da escola ao ensino fraco; e claro que a desordem do ano letivo, devido as greves e problemas internos, deve ser lembrada. Além do mais a secretaria de educação não envia professores suficientes para as escolas, e os poucos profissionais que atuam nas mesmas são de baixa qualidade, em maioria. A saúde, fator preocupante está defasada; postos e hospitais sem estrutura e higiene para receber os pacientes, medicamentos em falta, equipe médica insuficiente e superlotação.

Andamos em círculos e voltamos a pergunta principal: E o dinheiro? Por onde anda o investimento da população na população? Como esse sistema tributário trabalha no bem-estar do povo? A nossa contribuição é usufruída em que aspecto, afinal?
Na verdade, conhecer nossos direitos é a melhor forma de investigar e responder tantas dúvidas. Para isso precisamos cobrar o Estado e escolher melhor nossos representantes; em suma, consciência social é o fundamental.

Para Jornal O Povo - Concurso de Redação.

4 comentários:

Taciana. disse...

URRA bicha chic! só a 'singela' redação que vai pro show o povo né? shaushaue se garante demais! muito bem escrita, e é uma vergonha mesmmo o abandono que sofrem os cearenses, principalmente os das camadas sociais mais baixas. :/

L30 disse...

SOmos uma sociedade desigual e abandonada... Seja na educação como outra coisa sempre falta algo para nós e nunca falta nada para o ''Estado'' .Eles tem a Renda, o Poder de dizer quem vive e quem morrer...Adorei seu texto que a sabedoria seja eterna em vc e faça a diferença onde for...Precisamos de pessoas com a visao assim, ampla... =**

Lee disse...

mto bom msm, amei o blog e o layout. Como faz?

- giiiiiiiiu. disse...

oh my God! thanks! *---*

sobre o layout, é só clicar aqui http://www.thecutestblogontheblock.com/free/free-backgrounds.html e escolher um *---* tem ensinando passo a passo momo fazer támbém :D (em ingles)