sábado, 18 de abril de 2009

De futuro em futuro. \õ

Pulsando. Pulsando mais forte. Pulsa. Pulsa. Parou. Pulsou de novo. Mais forte. Pulsar. Parar. Pulsou.Tenho a impressão que estou ficando louca de vez. Outro dia estava voltando para casa e pedindo a Deus ou sei lá quem me deu a vida e me guia, tira-la logo. Que me assaltassem ou que fosse atropelada, qualquer coisa servia, mas precisava ser rápido. Não quero sentir dor e não devo fazer ninguém sofrer vendo minha agonia por dias. Tenho tanto medo do que está por vir. Na realidade sou assim, insegura, boba, infantil e frágil. Talvez duvidosa, misteriosa... cambaleante. Só sei que não me entendo, me perco em mim e no futuro. Sendo que o futuro é o instante seguinte, me perco a cada minuto dentro de mim e pelo tempo. E ele corre, eu pulso, ele avança, eu paro e pulso de novo. Morro no passado, me refaço, curo feridas e sou outro ser. Um bicho, um andrógeno, um rico, uma gota d'água, uma árvore quase seca, uma rosa vermelha. Posso ser qualquer coisa nesse futuro que está chegando agora. Só sei que sempre serei assim, uma nova personalidade a cada futuro.

;*

Nenhum comentário: